Agência de Turismo e Operadora de Turismo - Blog Nattrip

Escolha sua Chapada – Saiba tudo sobre as principais Chapadas do Brasil

Nas últimas décadas, as chapadas se tornaram um destino de ecoturismo bastante popular no Brasil. Confira quais são as principais Chapadas do Brasil assim como as características de cada uma desses lugares deslumbrantes e escolha como próximo destino a Chapada que mais combina com você!

Antes de tudo… O que significa o termo Chapada?

Chapadas-do-brasil- wide-cover

Mirante do Vale do Pati, Chapada Diamantina

Em geografia, uma chapada é representada por uma área de terras planas com altitudes geralmente elevadas (superiores a 600 metros) e de dimensões consideráveis. São vastas planícies cujo topo é relativamente plano e com vegetação rasteira. No entanto, para o turista, chapada é sinônimo de paisagens inacreditáveis com paredões de arenito, cânions verdes, cachoeiras, cavernas, lagoas entre outras belezas naturais incomparáveis no mundo. As chapadas do Brasil são destinos de ecoturismo ideais para quem procura um contato maior com a natureza e diversos encantos naturais de tirar o fôlego.

No Brasil, as diversas chapadas são encontradas nas regiões Norte, Nordeste ou Centro-Oeste. A maioria delas possuem um Parque Nacional criado para preservar o ecossistema do lugar.

Nesse post, separamos para você informações sobre as principais Chapadas do Brasil abertas para visitação, destacando a beleza e peculiaridade de cada uma delas. Confira!


Quais são as principais Chapadas do Brasil?

  • Chapada Diamantina, Bahia

Localizada no coração da Bahia, a Chapada Diamantina é um verdadeiro paraíso para os fãs de ecoturismo e de turismo de aventura. Com uma área total de 70 mil km², ela é um reduto de belezas naturais e é dona de muitas das paisagens mais impressionantes do Brasil. A Chapada Diamantina é uma área tão extensa em ecossistema que dificilmente alguém afirma ter conhecido todo o lugar, de tantos atrativos naturais que possui: cachoeiras, vales, poços, grutas e opções de passeios para todos os gostos e níveis!

Como chegar: Aeroporto de Lençóis, Bahia (LEC) / Salvador, Bahia (SSA) & ônibus ou transfer até Lençóis (400 km de distância)

Quando ir: A Chapada Diamantina pode ser visitada a ano inteiro, não existe época desaconselhável. A época de chuva (novembro a março) é marcada por muitas chuvas e temperaturas mais elevadas, deixando as trilhas enlameadas e as cachoeiras mais caudalosas. Já durante a época mais seca (abril a setembro) a Chapada fica mais verde, as temperaturas são mais agradáveis e dificilmente chove.

Onde ficar: A cidadezinha colonial de Lençóis é a mais procurada da Chapada, mas muitas outras cidades da região servem como cidades-bases*, como Palmeiras, Vale do Capão, Andaraí, Igatu ou Guiné.

*Cidade-base se refere às cidades de melhor infraestrutura turística e com agências que organizam passeios.

Em relação à atrações turísticas, tem inumeráveis opções de caminhadas, passeios ou trekkings na Chapada Diamantina. Entre eles, merecem destaque os poços (Encantados, Azul) e as cachoeiras (Fumaça, Buracão, Mosquito) da região que podem oferecer deliciosos banhos em águas cristalinas ou vistas amplas das montanhas.

Para os mais aventureiros, recomendamos realizar o Trekking do Vale do Pati, considerada uma das mais belas travessias do Brasil. São de 2 a 5 dias de caminhada em uma extensa área cercada de montanhas, repleta de cachoeiras e belezas naturais, onde a natureza permaneceu quase intocada. Entre muitos atrativos, o participante visita o Cachoeirão por cima (queda d’água de 300 metros de altura) ou o Morro do Castelo que oferece visões incríveis da Chapada, chegando no cume atravessando uma caverna. Além disso, os pernoites e principais refeições são feitos nas casas dos nativos da região, bem no meio do vale, deixando a experiência ainda mais única!

Chapadas-do-brasil-Diamantina

  • Chapada dos Guimarães, Mato Grosso

A Chapada dos Guimarães fica à 60 km de Cuiabá, capital do estado do Mato Grosso, na região Centro-Oeste do Brasil. A Chapada dos Guimarães possui diversos sítios paleontológicos, arqueológicos, nascentes de rios, cachoeiras, áreas de proteção ambiental e muito mais. Por ser a menor chapada do Brasil e de fácil acesso a partir de Cuiabá, a Chapada dos Guimarães se tornou o destino ideal a conhecer durante um final de semana largo.

Como chegar: Aeroporto de Cuiabá (CGB) que fica a 80 km da Chapada

Quando ir: Recomendamos ir na Chapada dos Guimarães no período de seca (de abril a setembro), estação mais quente da região, quando tem mais dias de céu azul, as chuvas são raras e a água das cachoeiras fica mais cristalina. Durante o inverno (dezembro a março), há bastante nebulosidade prejudicando as visões dos mirantes. Além disso, as temperaturas são muito baixas e há muito vento. Durante este época, você também precisa tomar cuidado com trombas d’água, já que podem inviabilizar o acesso às cachoeiras.

Onde ficar: Na pequena cidades bases também chamada Chapada dos Guimarães, que fica próxima aos atrativos.

Uma característica da Chapada dos Guimarães é que é preciso contratar guias locais para fazer trilhas ou passeios dentro dos limites do Parque Nacional. Recomendamos conhecer a impressionante Cachoeira Véu da Noiva, cartão postal da Chapada, que possui uma queda de 86 metros, escorrendo por um paredão de granito e forma um enorme poço. Entre outros passeios, também recomendamos o Circuito das Cachoeiras, a trilha até o Morro de São Jerônimo, as Cavernas Aroe Jari e a Cidade das Pedras que são atrações naturais imperdíveis.

Chapadas-do-brasil-Guimaraes

  • Chapada dos Veadeiros, Goiás

Localizada no coração do Brasil, no nordeste do estados de Goiás, a Chapada dos Veadeiros é uma das mais conhecidas das Chapadas do Brasil. Ela é lar de cenários incríveis e de uma riquíssima biodiversidade. Inserido no bioma Cerrado, o Parque Nacional abriga diversas formações vegetais, centenas de nascentes, cursos d’água e cachoeiras, rochas ancestrais, além de paisagens de tirar o fôlego. O Parque também preserva áreas de antigo garimpos, fazendo parte da história local e é conhecido como um dos pontos mais místicos do Brasil por conta dos cristais de quartzo e das pinturas rupestres espalhados no local.

Como chegar: Aeroporto de Brasília (BSB), que fica aproximadamente a 250 kms das diversas cidades-bases da Chapada.

Quando ir: por conta do clima semi-tropical, não existe época desaconselhável para conhecer a Chapada dos Veadeiros. Como para a Chapada Diamantina, a estação chuvosa (novembro a março) deixa as cachoeiras com grande volume d’água e as cidadezinhas ficam bem mais cheias. Durante a época de seca (abril a setembro), a Chapada geralmente sofre com a ausência total de chuva e algumas das principais cachoeiras ficam secas. Entretanto, na seca, os dias tem mais chance de ser ensolarados, as noites bem frescas e o pôr do sol fica muito mais lindo.

Onde ficar: as cidades-bases da região são São Jorge (pequena vila charmosa e porta de entrada da Chapada), Alto Paraíso e Cavalcante.

Outro paraíso do ecoturismo, a Chapada dos Veadeiros dispõe de diversas opções de trilhas para encontrar cachoeiras e mirantes imperdíveis. Entre muitas atrações, destacamos a cachoeira Santa Bárbara por suas águas azuis cristalinas, assim como as lindas cachoeiras Almécegas I e II. A Vale da Lua, com sua rochas esculpidas pelo rio que parecem crateras lunares, também é um passeio imperdível.

Também destacamos a trilha do Sertão Zen que oferece um visual incrível para a imensidão da Chapada e a enorme cachoeira. Para os mais aventureiros, a lindíssima Travessia Leste é um trekking imperdível. Realizada entre 5 e 8 dias, a Travessia percorre belíssimos vales, montanhas, cânions e cachoeiras com quase nenhuma visitação.

Chapadas-do-brasil-Veadeiros

  • Chapada das Mesas, Maranhão

Localizada ao sul do estado de Maranhão, no nordeste do Brasil, a Chapada das Mesas é outro paraíso do ecoturismo que impressiona com sua natureza majestosa, inumeráveis cachoeiras e formações rochosas curiosas que parecem esculturas naturais. A Chapada das Mesas abriga um pedaço de sertão no meio do cerrado e possui cenários perfeitos para praticar esportes de aventura como trilha, trekking, rafting, rapel ou mergulho.

Como chegar: Aeroportos de Araguaina (TO) ou Imperatriz (MA), que ficam a 2 ou 3 horas de carro da Chapada. Para quem tem mais tempo, pode voar até o aeroporto de Palmas (TO) que leva 7h de carro até a Chapada.

Quando ir: Devido ao calor excessivo da região e à frequência de chuvas no verão (novembro a março), não é recomendado ir nessa estação. O período ideal para conhecer a Chapada das Mesas é de maio a setembro, quando os dias ficam mais ensolarados e quase não chove.

Onde ficar: Recomendamos ficar na cidade-base de Carolina que tem a melhor estrutura e onde se concentram mais atrativos. Riachão ou Filadélfia são outras boas opções.

Entre inúmeras atrações naturais, recomendamos visitar as lindíssimas Cachoeiras do Santuário e o Poço e Encanto Azul, com suas águas cristalinas e temperaturas mornas, ótimas para o mergulho. Admirar o nascer ou pôr do sol do mirante natural da Pedra Furada também é uma experiência inesquecível. Além disso, existem muitas trilhas ou trekking levando ao alto da Serra, como a trilha do Mirante das Chapada das Mesas, que já foi palco de vários programas de TV.

Chapadas-do-brasil-Mesas MA

  • Chapada do Araripe, Ceará, Piauí e Pernambuco

A Chapada do Araripe, uma das menos conhecidas Chapadas do Brasil, é uma enorme muralha que divide os estados nordestinos do Ceará, Piauí e Pernambuco. Esta se diferencia das outras por estar em uma região semi-árida, e com a presença de água em seu entorno, mesmo em tempo de seca persistente, o lugar está sempre verde e é considerado com um pulmão para o sertão. A Chapada de Araripe reúne muitas atrações como a própria Floresta do Araripe, fontes naturais, grutas e sítios paleontológicos. No entanto, como a região não recebe muitos turistas, não existem muitas agências organizando passeios. A melhor forma de visitar a Chapada do Araripe é alugando um carro desde Juazeiro do Norte.

Como chegar: Aeroporto de Juazeiro do Norte (JDO) + 1h aproximadamente de ônibus/transfer até a Chapada

Quando ir: Devido ao clima árido e ao calor excessivo do lugar, é recomendável evitar os meses do verão, de dezembro a março.

Onde ficar: Cidades-bases de Crato ou Barballha

Chapadas-do-brasil-Araripe


Além das 5 principais Chapadas do Brasil que mencionamos, também contamos com 3 outras Chapadas, menos conhecidas mas que também são destinos ideais para os amantes de esportes de aventura que procuram emoções fortes e sossego.

No estado de São Paulo, a cerca de 300 km da capital, temos a Chapada Guarani. Ela alberga um circuito turístico de aventura repleto de vales, serras e belas paisagens cruzando por rios cristalinos, corredeiras e cachoeiras, tornando o lugar perfeito para praticar esportes extremos na água como rafting, boiacross, canoagem ou cannyonning.

O estado do Mato Grosso não abriga somente uma Chapada, mas duas. A Chapada dos Parecis, localizada em Terras Indígenas (demarcadas pela FUNAI) e próxima à fronteira com a Bolívia, é o lugar perfeito para apreciar a natureza exuberante e também para conhecer os povos originários do Brasil.

E para concluir, ainda temos a Chapada dos Perdizes que está localizada entre os municípios de Minduri e Carrancas, em Minas Gerais. Ela é considerada como a terra dos nascentes do Sul de Minas e por ser rodeada de montanhas (Serra da Mantiqueira e Serra de São José), ela é o local ideal para praticar caminhada de longo curso.

Resumindo, o Brasil é um dos primeiros destinos de aventura no mundo. Então, vamos aproveitar o que o nosso lindo país tem a oferecer conhecendo os encantos das Chapadas?

Esperamos ter ajudado na escolha do seu próximo destino de férias ツ

Comentários no Facebook

Redator
Jéromine Buchatz

Jéromine Buchatz

Marketing

Francesa, 25 anos, esportista, estudante de pós-graduação em comunicação e gestão intercutural. Apaixonada pela diversidade cultural e pelas belezas naturais do Brasil.

Mais Recentes
Facebook
Instagram

Veja também

Chapadas-do-brasil-cover

Chapadas do Brasil

O-que-fazer-em-Visconde-de-Maua
Ilha Grande Reserva cover
Trilhas de longo curso cover

Trilhas de longo curso

Documentários sobre a peregrinação para Santiago de Compostela

Novidades

Sochi cidade russa virou modelo para o turismo do país

E-Book Rio de Janeiro

Chapadas-do-brasil-cover

Chapadas do Brasil

Parceria Rio Eco Pets

Parceira Rio Eco Pets

Turismo Brasileiro Liberação dos Jogos

Apoiadores e Parceiros

Receba nossas novidades