Agência de Turismo e Operadora de Turismo - Blog Nattrip

Overtourism – Como prevenir e praticar Turismo Sustentável

Overtourism é um conceito recente que está sendo discutido especialmente nas principais capitais do turismo mundial. O termo significa excesso de turismo e tem como efeito os danos ao ecosistema.

Overtousim vs. sustenabilidade

Overtourism é um lado negativo do turismo que vai contra as práticas de Turismo Sustentável. Atualmente isso impacta a indústria do turismo que está enfrentando várias dificuldades, como operar com sustentabilidade sem deteriorar o meio ambiente ou criar problemas sociais e culturais. Eles ocorrem quando a qualidade de vida em um destino não atende às expectativas dos turistas e dos locais.

Isso acontece, acima de tudo, porque há concentração excessiva dos turistas numa área e também edifícios ou áreas naturais que ficam danificados. Isso vai contra o ideal do turismo, que deveria se desenvolver de forma sustentável, preservar o meio ambiente, ajudar os anfitriões e os visitantes e aumentar a qualidade de vida, tanto social quanto economicamente. O fenômeno do overtourism começou na Europa com cidades como Barcelona, Veneza, Paris, Berlim e outras.

Overtourism

Há uma série de fatores do turismo que contribuem negativamente no desenvolvimento de um destino, principalmente má gestão turística ou mudanças sociais e demográficas. Um exemplo disso é o aumento da classe trabalhadora na China, que gera mais visitantes chineses.

Políticas de turismo em alguns dos lugares mais bonitos da Terra

As autoridades encarregadas dos destinos com tais problemas precisam considerar alguns aspectos para poder melhorar os impactos causados pelo excesso de turistas. Por exemplo, concentrar-se em educar os turistas, desviar o fluxo de visitantes ou até mesmo limitá-lo. Tomaremos como exemplo alguns lugares únicos no mundo, cujos ecossistemas são muito frágeis para suportar um grande número de visitantes. Vamos analisar quais soluções surgiram:

O que Fernando de Noronha fez para se proteger do overtourism?

fernando de noronha- como prevenir o overtourismUm arquipélago formado por 21 ilhas e localizado a 545 km de Recife, foi declarado Patrimônio Natural da Humanidade pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e Cultura (UNESCO).

Devido a um grande aumento do fluxo de turismo, com mais de noventa por cento de visitantes nacionais, o governo de Pernambuco implementou alguns regulamentos de visita: é exigida uma taxa diária de preservação ambiental de R$ 68 nos primeiros cinco dias de permanência do turista no arquipélago. O valor é corrigido após 5 dias e novamente após 10 dias, com a ideia de desestimular uma maior permanência dos turistas e possibilitar a ida de outras pessoas. O acesso à ilha é feito somente por barco ou nos três voos diários, saindo de Natal (RN) e Recife. A oferta de leitos também é restrita.

Como as Ilhas Galápagos preveniram o overtourism?

ilhas galapagos- como prevenir o overtourism

Um outro exemplo, nas Ilhas Galápagos noventa e cinco por cento da área terrestre é designada como protegida pela Direção do Parque Nacional de Galápagos (GNPD), e os turistas podem explorar locais de visitantes específicos apenas com guias naturalistas certificados pelo Park. A Ilha é governada por uma Lei Especial que apoia a conservação e a preservação de seu ambiente único.

Machu Picchu também sofreu com overtourism

Machu Picchu- como prevenir o overtourism

Outro lugar especial que enfrenta problemas de conservação devido ao grande número de turistas é Machu Picchu. Eles estão lutando contra isso, limitando o número de visitantes por dia, dividindo os horários de entrada e só permite que as pessoas entrem com um guia oficial.

Butão tem outras formas de prevenir o overtourism

Butão- como prevenir o overtourism

Butão é muitas vezes referido como uma das nações mais felizes do mundo, mas também um dos destinos turísticos mais difíceis de entrar. O Reino do Butão opera em um modelo de turismo de “alto valor com baixo impacto” e em 2014, pouco mais de 100 mil visitantes entraram no Butão. E recomendado que leia suas regras e regulamentos de turismo antes de planejar uma viagem. Eles também exigem que todos os visitantes gastem uma tarifa diária, começando em US $ 200 por dia, durante a baixa temporada. Além disso, Buthan é o único país do mundo que tem um Ministério da Felicidade, incrível, não é?

As cidades europeias e o overtourism

Agora, esses destinos são exemplos únicos com alguns deles sendo patrimonio da humanidade pela UNESCO e implementaram regras mais rígidas. Mas o que deveria fazer quando você vai para uma cidade muito popular na Europa que enfrenta turismo em excesso? Você tentará seguir os caminhos normais e visitar todas as atrações? Ou você vai tentar se misturar com os moradores locais e buscar uma experiência mais autêntica e evitar overtourism?

Cidades como Paris, Amsterdã ou Praga são populares por um motivo, mas esses lugares têm sido abusados pelo turismo que agora se transformou em uma experiência agitada tanto para os habitantes locais quanto para os turistas. Aqui está uma lista de atrações principais e também alternativas para evitar as multidões de turistas para cada uma dessas cidades:

Amesterdã

Museu Anne Frank- como prevenir overtourism

Quando você vai para Amsterdã, aterrisando em Schiphol ou desembarcando do trem na Estação Central, você chegará inevitavelmente à rua Damrak, onde você pode ver pedestres, ciclistas, motoristas e por uma pequena parte, também barcos de canal. Este ritmo caótico é mal visto e desaprovado pelos habitantes. O Museu Van Gogh ou o Museu Anne Frank são os mais lotados. E se você quiser visitar Anne Frank, é melhor ver a disponibilidade para as próximas semanas e planejar sua viagem a Amsterdã com antecedência.

ALTERNATIVAS

Zaanse Schans- como prevenir overtourism

Na maioria das vezes, você pode ter uma experiência mais enriquecedora longe do lotado Red Lights District ou qualquer atração localizada no coração de Amsterdã. Visite Zaanse Schans, que fica a meia hora de ônibus da Estação Central de Amsterdã. Aqui, você encontrará o melhor da cultura holandesa: moinhos e casas históricas bem preservadas, laboratórios de cacau, fábricas de tamancos de madeira e, o mais importante, muito queijo.

Além disso,Utrecht, é uma cidade medieval famosa por ser a única cidade com canais e docas em porões. Um dia é suficiente para passear por esta cidade emblematica da cultura de terraço europeia. Também é garantido que você encontrará mais holandeses aqui do que em Amsterdã e conhecer mais sobre o estilo de vida local. E se você ficar em Amsterdã, faça uma experiência local para um dos muitos eventos que são parte do movimento Anti Food Waste. Trata-se de um grupo de voluntários, principalmente estudantes, que organizam jantares semanais feitos com comida boa, tais que outrora seriam desperdiçadas. Você pode pagar o quanto considerar justo.

Praga

Ponte Charlie, Praga- como prevenir overtourism

Esta cidade é um bom exemplo da expansão do turismo na Europa Oriental, mas agora está ameaçada pelo overtourism. Os principais pontos estão lotados pelas multidões intermináveis, a rua Karlova, a ponte Charlie ou Old Town Square com o Relógio Astronômico. Todas são atrações unicas, mas estão sendo degradadas pelo número crescente de visitantes. Se você deseja conhecer moradores locais, não são os melhores lugares. Felizmente, Praga é conhecida por sua atmosfera boêmia e sua música, então há muitas opções longe da multidão.

ALTERNATIVAS

Opera praga- como prevenir overtourism

Tente ir para um dos “Beer Gardens” (jardins de cervejas). Sim, há realmente boa cerveja na República Tcheca. Ou vá para o menos popular Vysehrad. O “castelo nas alturas” é um forte e também um museu com muitos elementos que refletem a história de Praga. Mesmo se você não é um fã de música clássica, quando estiver em Praga, deve visitar um show na bela Ópera Estatal de Praga.

Paris

O museu Louvre- como prevenir overtourism

Esta é a cidade com o maior número de visitantes por ano. Apesar de suas amplas ruas e edifícios napoleonicos com grande capacidade de visitantes, também está ameaçada pelo excesso de turismo. Há filas longas para o Louvre, Notre Dame e a Torre Eiffel em qualquer época do ano, deixando muitas vezes os turistas frustrados.

ALTERNATIVAS

Quartier Latin- como prevenit overtourism

O charmoso Quartier Latin pode ser ótimo para uma experiência completa e nem sempre está em destaque. Aqui você encontra edifícios históricos, boutiques e os Jardins du Luxembourg, que soa como um alívio no meio da área urbana. A torre Montparnasse é uma alternativa à Torre Eiffel, se você quiser ver a cidade do alto. O Promenade Plantée é uma longa rota a pé, onde antes havia trilhos de trem, agora está lindamente ornamentada com bancos, árvores e flores.

Mais e mais pessoas estão se tornando conscientes de sua pegada ambiental. Enquanto o turismo pode ser uma experiência fantástica, ela também tem seus defeitos. Estamos aprendendo mais sobre formas de prevenir e minimizar esses efeitos. Pessoas em todos os cantos do mundo estão aprendendo a ser mais responsáveis sobre como eles viajam e o que eles deixam para trás.

Comentários no Facebook

Veja também

Trilhas de longo curso cover

Trilhas de longo curso

Tour Operator Scholarship Program da Adventure Travel Trade Association (ATTA)
10 motivos para contratar a Nattrip
viagem a trabalho
Por que ter um Blog

Por que ter um blog?

Dinâmicas de Grupo Motivação
dinâmicas de grupo para empresas
Value Proposition Canvas - 3
Redator
Suzanne Moţ

Suzanne Moţ

Gestão Estratégica

Nasceu na Transilvânia, estuda Tourism Management em Amsterdã e realiza estágio internacional no Rio de Janeiro junto à Nattrip. É uma exploradora e amante da natureza que gosta muito de ler!

Mais Recentes
Facebook
Instagram

Novidades

Sochi cidade russa virou modelo para o turismo do país

E-Book Rio de Janeiro

Chapadas-do-brasil-cover

Chapadas do Brasil

Parceria Rio Eco Pets

Parceira Rio Eco Pets

Turismo Brasileiro Liberação dos Jogos

Apoiadores e Parceiros

Receba nossas novidades