Blog Nattrip Portugal

Caminho de Santiago Via da Prata

Se estás lendo este post é porque provavelmente já estás envolvido com o Caminho de Santiago, ou ao menos expedições e peregrinações, e certamente tem muita vontade de fazê-lo. Pois bem, aqui encontrarás todas as informações e dicas necessárias sobre o Caminho de Santiago Via da Prata (Caminho de Santiago Via de La Plata)!

Antes de mais nada, é importante frisar que o Caminho de Santiago está localizado na Espanha e não no Chile, apesar de muita gente, especialmente no Brasil, associar a palavra “Santiago” ao Chile.

Caminho de Santiago Via da Prata 01

Este percurso tem origem num antigo caminho comercial que cruza o oeste da Espanha de Sul a Norte. O caminho se estende por 960 km, levando em média 36 dias a pé e em torno de 16 de bicicleta. É uma das rotas mais compridas do Caminho de Santiago, composta por 36 etapas – caso realizada a pé – começando em Sevilla e terminando em Santiago de Compostela.

As 36 etapas da Via da Prata (Caminho Via de la Plata) e suas características

1ª etapa Via da Prata: De Sevilla a Guillena (22,8 km)

  • Plana e agradável, sem obstáculos.
  • Belas paisagens, tanto em Sevilla, como em todo percurso.

2ª etapa Via da Prata: De Guillena a Castiblanco de los Arroyos (18,2 km)

  • Etapa curta.
  • Boa gastronomia sulista com tortas sobás, salmorejo, migas entre outros.

3ª etapa Via da Prata: De Castiblanco de los Arroyos a Almadén de la Plata (28,8 km)

  • Zona com campos e compridas devesas.
  • Parque Natural de los Berrocales.
    Caminho de Santiago Via da Prata 02

4ª etapa Via da Prata: De Almadén de la Plata a Monesterio (34,4 km)

  • Inicio do caminho extremeño (da região de Extremadura).
  • Etapa longa com pequena subida no final da etapa.

5ª etapa Via da Prata: De Monesterio a Fuente de Cantos (21,2 km)

  • Bastante água pelo caminho.
  • Trajetos longos e sem sombra.

6ª etapa Via da Prata: De Fuente de Cantos a Zafra (24,6 km)

  • Poucas encostas.
  • Presença de riachos e paisagens naturais úmidas.

7ª etapa Via da Prata: De Zafra a Villafranca de los Barros (19,2 km)

  • Etapa curta, sem inclinações ou obstáculos.
  • Villafranca de los Barros apresentando seus becos e ruelas com bela arquitetura e muita música ao vivo.

8ª etapa Via da Prata: De Villafranca de los Barros a Torremejía (23 km)

  • Etapa longa, plana e sem obstáculos.

9ª etapa Via da Prata: De Torremejía a Mérida (16 km)

  • Desfrute da história da região.
  • Presença de restos arquitetônicos do Império Romano.
  • Mérida é um Patrimônio da Humanidade pela UNESCO.

10ª etapa Via da Prata: De Mérida a Alcuéscar (36,4 km)

  • Trecho bem comprido.
  • Parque Natural de Cornalvo.
  • Travessia da província de Badajoz à província Cáceres.

11ª etapa Via da Prata: De Alcuéscar a Cáceres (38,2 km)

  • Etapa longa que pode ser dividida em duas jornadas.

12ª etapa Via da Prata: De Cáceres a Embalse de Alcántara (33,4 km)

  • Etapa longa e sem muitos atrativos.

13ª etapa Via da Prata: De Embalse de Alcántara a Grimaldo (20,9 km)

  • Caminho com algumas encostas curtas.
  • Caminho montanhosos e de terra.

14ª etapa Via da Prata: De Grimaldo a Carcaboso (30,8 km)

  • Opção de passar por Riolobos, acrescentando alguns kms.
  • Opção de passar por Galisteo e conhecer a histórica muralha.

15ª etapa Via da Prata: De Carcaboso a Aldeanueva del Camino (38,6 km)

  • Etapa longa que pode ser dividida em duas.
  • Arco Romano de Cáparra.
    Caminho de Santiago Via da Prata 03

16ª etapa Via da Prata: De Aldeanueva del Camino a La Calzada de Béjar (22,2 km)

  • Última etapa do caminho estremeño.
  • Rápida subida até Puerto de Béjar.

17ª etapa Via da Prata: De La Calzada de Béjar a Fuenterroble de Salvatierra (20,2 km)

  • Aproveite o melhor da gastronomia castelã (da região de Castela).
  • Presença de muitos estabelecimentos ao longo do caminho.

18ª etapa Via da Prata: De Fuenterroble de Salvatierra a San Pedro de Rozados (28,6 km)

  • Subida para Pico de la Dueña (quase 1.200 metros acima do nível do mar).
  • Descida para o riacho Mendigos.

19ª etapa Via da Prata: De San Pedro de Rozados a Salamanca (23 km)

  • Presença de muitas áreas naturais como bosques e devesas.
  • Uma linda paisagem da cidade de Salamanca no horizonte.

20ª etapa Via da Prata: De Salamanca a El Cubo de la Tierra del Vino (36,4 km)

  • Etapa com poucos estabelecimentos, recomendamos abastecer bem.
  • Etapa longa porém plana.
  • El Cubo de La Tierra del Vino é uma região que faz referência a uma zona com muitas vinícolas.

21ª etapa Via da Prata: De El Cubo de la Tierra del Vino a Zamora (31,8 km)

  • Alguns pontos turísticos interessantes pelo caminho.
  • Aproveite os pratos típicos da região.

22ª etapa Via da Prata: De Zamora a Montamarta (18,6 km)

  • Etapa curta e reta.
  • Zona conhecida como Terra do Pão.
  • Abundância de campos de cerais.
  • Aproveite os doces típicos da região.
    Caminho de Santiago Via da Prata 04

23ª etapa Via da Prata: De Montamarta a Granja de Moreruela (22,9 km)

  • Etapa plana e agradável.
  • Formosas ruínas do mosteiro de Santa María datado do século XII.
    Caminho de Santiago Via da Prata 05

24ª etapa Via da Prata: Granja de Moreruela a Tábara (26 km) – Bifurcação ao Caminho Francês

  • Etapa curta e agradável.
  • Duas opções de caminho: seguir por Tábara (caminho original) ou desviar para o norte até Astorga incorporando-se ao Caminho Francês.
  • Possibilidade de visitar as ruínas do Monastério de Moreruela.

Caminho de Santiago Via da Prata 06

25ª etapa Via da Prata: Tábara a Santa Marta de Tera (23 km)

  • Caminho com muitas ondulações, subidas e descidas, porém sem dificuldade.
  • Maior parte do caminho por estradas rurais.

26ª etapa Via da Prata: Santa Marta de Tera a Mombuey (36km)

  • Os primeros 22 km seguem em estradas rurais e o restante vai por asfalto.
  • Trecho com muitas subidas.

27ª etapa Via da Prata: Mombuey a Puebla de Sanabria (33 km)

  • Trajeto predominantemente feito através de estradas rurais.
  • Presença de alguns trechos de subida.
  • Possibilidade de visitar o castelo de Puebla de Sanabria.

Caminho de Santiago Via da Prata 07

28ª etapa Via da Prata: Puebla de Sanabria a Padornelo (23,6 km)

  • Trajeto com subidas íngremes.
  • Maior parte por estradas rurais, com alguns trechos por trilhas.
  • Caminho com quedas d’água, matas antigas e arbustos floridos.

29ª etapa Via da Prata: Padornelo até A Gudiña (25 km)

  • Subidas e descidas íngremes entre montanhas.
  • Trecho com muitas pequenas pedras ao longo do caminho que causam instabilidade.

30ª etapa Via da Prata: A Gudiña a Laza (34,4 km)

  • Trajeto predominantemente realizado sobre asfalto antigo de uma estrada praticamente abandonada.
  • Trecho com muitas subidas e descidas.
  • Últimos quilômetros de descida com muitas curvas.

31ª etapa Via da Prata: Laza a Vilar de Barrio (34,4 km)

  • Uma subida bastante longa e íngreme, passando por Albergueria no topo da montanha e logo descendo a Vilar de Barrio.
  • Possibilidade de visitar o bar Rincón del Peregrino em Albergueria e descansar. O local também oferece albergue.
  • Possibilidade de visitar a nascente do Rio Lima, importante rio que cruza o Alto Minho.
  • Descida bastante íngreme e com alguns obstáculos e pedras.

Caminho de Santiago Via da Prata 08

32ª etapa Via da Prata: Vilar de Barrio a Ourense (35,3 km)

  • Caminhada predominantemente sobre asfalto.
  • Linda paisagem da Galícia durante a descida das montanhas.
  • Possibilidade de visitar a catedral de Ourense e as águas termais naturais da cidade.

Caminho de Santiago Via da Prata 09

33ª etapa Via da Prata: Ourense a Cea (21,6 km)

  • Duas opções de trajeto: em direção à Quintela (à esquerda) e em direção a Tamallanco (à direita). A primeira é a mais utilizada.
  • Presença de algumas subidas.
  • Trajeto com estradas rurais e trilhas no topo da montanha.
  • Lindas vistas panorâmicas do topo das montanhas.

34ª etapa Via da Prata: Cea até A Laxe – Bendoiro (33,5 km)

  • Trajeto predominantemente feito por asfalto e a outra parte em estradas rurais.
  • Presença de muitas subidas e descidas.
  • Neste trecho passarás pelas vilas de Grouxa, Castro Dozón e Puentenoufe.
  • Possibilidade de visitar o Mosteiro de Oseira.

Caminho de Santiago Via da Prata 10

35ª etapa Via da Prata: A Laxe – Bendoiro a Puente Ulla (29,4 km)

  • Parte do trajeto por asfalto e parte por estradas e trilhas rurais.
  • Há muitas curvas no trajeto e a maior parte é descida.
  • Possibilidade de admirar a Puente Ulla com vista panorâmica.

Caminho de Santiago Via da Prata 11

36ª etapa Via da Prata: Puente Ulla a Santiago de Compostela (20,3 km)

  • Último trajeto com presença de subidas e descidas.
  • Vista da cidade de Santiago de Compostela do alto.
  • Seja muito bem vindo à Catedral de Santiago, santo peregrino!

Caminho de Santiago Via da Prata 12

O que devo levar para o Caminho de Santiago Via da Prata?

Quais são os equipamentos necessários para essa aventura? A lista de equipamentos pode variar, especialmente conforme a época do ano. Entretanto montamos uma lista básica que pode ser usada como uma espécie de checklist! Confira:

  • Vestimenta: Roupas leves e agasalhos esportivos como corta-vento.
    • Duas ou três camisetas técnicas e transpiráveis.
    • Duas calças-bermuda.
    • Cinco peças de roupas íntimas e cinco pares de meia.
    • Calçado: revestido e resistente como botas de caminhada. Recomedamos levar um par de chinelos.
    • Um casaco impermeável e um corta-vento ou poncho.
    • Um chapéu ou boné.
    • Uma roupa de banho para usar nas piscinas naturais e cachoeiras.
  • Equipamentos básicos: a Mochila e utensílios práticos.
    • É importante lembrar que para esse tipo de viagem é extremamente necessário levar o mínimo de coisas o possível, apenas o que é essencial.
    • É aconselhável que a mochila pese no máximo 15 kg!
    • Documentos.
    • Itens básicos de higiene pessoal.
    • Utensílios como telefone móvel e carregador, canivete suíço, sacos para descarte e prendendores como mosquetões.
    • Itens de segurança básicos, como kit de primeiros socorros, protetor solar e lanterna.
  • Alimentação:
    • Garrafa térmica para água. Há trechos longos sem acesso à água. Considere levar 2L ou mais.
    • Tenha sempre alguns snacks (barras energéticas, bolachas e frutos secos).
    • Antecipe-se a possibilidade de não haver refeição no próximo ponto de parada, especialmente em domingos e feriados.
  • Itens para descanço: o saco de dormir
    • Leve sempre um saco de dormir.
    • Algumas pessoas gostam também de levar um isolante térmico.
  • Não esqueça dos Bastões de caminhada!

Como posso fazer esse caminho?

Existem muitas empresas que são especialistas em expedições e peregrinações, uma vez que esse tipo de turismo vem cada vez mais ganhando espaço. A Nattrip Brasil oferece esse tipo de pacote a aventureiros peregrinos.

Agora que você já está por dentro das etapas do Caminho de Santiago Via da Prata (Via de la Plata), de tudo que é necessário para realizar o caminho e de uma agência que te ajuda a realizar essa expedição, é hora de botar o pé na trilha!

Redator
Gabriela Monteiro da Silva

Gabriela Monteiro da Silva

Turismóloga

Formanda em Turismo pela Faculdade Anhembi Morumbi em São Paulo, foi instrutora de língua inglesa por 5 anos e domina ainda o fracês e o espanhol. É apaixonada por praias e adora conhecer novos lugares com novas paisagens.

Posts mais recentes

Praia Ribeira do Cavalo

Rota Jacobea

Gallaecia e o antigo segredo de Compostela

Ilha da Madeira – Portugal

Conheça as melhores Ilhas dos Açores

Quer fazer parte do clube?

Outros posts interessantes sobre a região
Rota Jacobea cover2
Gallaecia e o segredo de Compostela Cover
Rota Vicentina de Bicicleta Cover