X

Conheça as melhores Ilhas dos Açores







Conheça as melhores Ilhas dos Açores



O arquipélago dos Açores é formado por 9 ilhas, situado no meio do oceano Atlântico. São cerca de 1.450 km de distância de Lisboa. Para chegar até lá, será necessário um voo de Portugal peninsular para o arquipélago.

As melhores Ilhas dos Açores

Geralmente os voos com origem em Portugal peninsular se dirigem para a capital Ponta Delgada, na ilha de São Miguel. Entretanto, há também opções para a Vila das Lajes, na ilha Terceira. Os trechos aéreos entre as ilhas são feitos pela Azores Airlines.

Uma vez no arquipélago, cabe saber quais são os nomes das ilhas dos Açores. Vamos à lista:

  • Ilha de Santa Maria
  • Ilha de São Miguel
  • Ilhas Terceira
  • Ilha do Faial
  • Ilha de São Jorge
  • Ilha das Flores
  • Ilha do Corvo

O que fazer nas ilhas dos Açores?

Dentre todas as ilhas do Atlântico, as ilhas dos Açores apresentam um apelo todo especial. É possível fazer de tudo por lá, de gastronomia à cultura, de preguiça à aventura. Cada local tem seu charme e, se for possível, visite todos!

Ilha de Santa Maria

Na ilha de Santa Maria, há praias e vinhedos que cobrem as encostas. Formam verdadeiros anfiteatros que se assemelham a escadarias para gigantes, alguns diriam.

Ilha de São Miguel

São Miguel é a maior das ilhas dos Açores. O local é encantador com as suas Lagoas das Sete Cidades. Possui o chamado Fogo de Gêiseres, nas águas termais quentes e nos lagos vulcânicos. Com isso, será possível experimentar por lá o tradicional Cozido das Furnas, que é preparado debaixo da terra com o calor termal.

Ilhas Terceira

As Ilhas Terceira, São Jorge, Pico, Faial e Graciosa são onde as baleias e golfinhos costumam encantar os turistas. A ilha Terceira apresenta muita história na região de Angra do Heroísmo, que é classificada como Patrimônio Mundial. O local também encanta por suas festas!

Ilha do Faial

Faial é tomada por hortênsias. É a maior representatividade das cores das Ilhas dos Açores. Em sua marina, as coloridas pinturas dos veleiros e iates vindos de todo o mundo. O vulcão dos Capelinhos que, já extinto, lembra uma paisagem lunar. Em frente está a Ilha do Pico. É uma montanha que nasce do mar, atualmente com os seus vinhedos plantados em negros campos formados por lava.

Ilha de São Jorge

Em São Jorge, o destaque vai para as Fajãs e para o seu queijo. O queijo da Ilha de São Jorge é uma especialidade única e de sabor inconfundível. Graciosa de nome e de aparência, esta ilha verde tem campos cobertos de vinhas, que contrastam com os seus peculiares moinhos de vento.

Ilha das Flores

A Ilha das Flores é o lugar perfeito para explorar a natureza. É formada por cascatas naturais e lagoas escavadas por vulcões.

Ilha do Corvo

Por fim, a Ilha do Corvo, que abriga diversas aves vindas tanto do continente europeu quanto das Américas. Inserido em área protegida, está o Caldeirão do Corvo. É uma caldeira de colapso, implantada no topo do vulcão central. Existe um trilho que permite aceder a este que é um dos principais geossítios da ilha.

Viagem às Ilhas dos Açores

As Ilhas dos Açores são destinos que oferecem muitos mirantes e trilhos, e proporciona atividades como passeio de bike, pesca, canoagem, golfe, passeio à cavalo, parapente, mergulho, surf e mais um mundo de opções.

Para uma viagem às Ilhas dos Açores, recomenda-se levar roupas leves, como as de esporte, proteção como boné ou chapéu, uma capa de chuva que sempre cai bem, e claro um par de tênis confortável.

O custo de hospedagem em Açores varia entre 35€ e 85€ num hotel de 3 estrelas. Usar o transporte público em Açores custa em torno de 1,5€ para um bilhete de ida. O preço para alugar um carro está na faixa de 25€ por dia. Para turistas comedidos, os custos diários com alimentação ficam na faixa de 15€ por refeição.

História das Ilhas dos Açores

A história dos Açores começou com o português Diogo de Sagres, que descobriu o arquipélago no século XV, por volta do ano de 1427. O nome Açores vem de Azor, uma possível ave que sobrevoava a área.

No tempo de sua descoberta, as ilhas dos Açores não eram habitadas. A partir da chegada dos primeiros navios, as ilhas então começaram a ser povoadas com as primeiras expedições feitas pelos marinheiros portugueses.

A Batalha da Terceira nas Ilhas dos Açores

Diogo de Sagres foi o responsável da abertura deste arquipélago, que começou a ser explorados por outros marinheiros vindos do Algarve e Alentejo. Foi mesmo Portugal peninsular que colonizou a região.

Com a aparição dos franceses, holandeses e espanhóis, e as subsequentes tentativas de chegada dos mesmos, desencadeou uma das batalhas mais importantes que foram travadas no alto-mar, a batalha da Terceira. Curiosamente, foi uma batalha entre espanhóis e franceses.

No século XIX, com a guerra civil portuguesa, a região passou por uma grande instabilidade. Na Vila da Praia, mesma ilha Terceira, houve uma grande batalha em que os liberais venceram os absolutistas. Com isso, a ilha Terceira virou um quartel-general para o novo regime de Portugal.

Por fim, no século XX, em 1976, os Açores constituem uma comunidade autônoma, formada pelas seguintes ilhas:

  • São Miguel e seus 130.000 habitantes;
  • Terceira com seus 60.000 habitantes;
  • Faial e seus 15.000 habitantes;
  • Ilha do Pico com 15.000 habitantes;
  • São Jorge com cerca de 10.000 habitantes;
  • Ilha de Santa Maria com pouco mais de 600 habitantes;
  • As ilhas da Graciosa e das Flores com 5.000 habitantes no total;
  • Ilha do Corvo com pouco menos de 1000.

Na ilha de São Miguel situa-se a Ponta Delgada, a capital dos Açores e a ilha mais povoada.

Conheça também a história da Ilha da Madeira.

Conheça as Ilhas dos Açores

Açores é um destino incrível por suas belezas naturais, com diversas praias, cascatas, e lagos vulcânicos e por sua variedade de atividades tanto relacionadas ao ecoturismo como relacionadas às visitas aos vinhedos e também suas festas.

É um destino que atrai diversos tipos de público e proporciona uma experiência fantástica a quem visita.















Anúncios







Este conteúdo também está disponível em: Inglês